Pesquisar

Calendário

Outubro 2017
D S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31

 

capes horizontal   

Cnpq

        

periodicos2

 

logo faperj cor

 

capa evento ComiteLutasRio

 

O Observatório das Metrópoles e o Comitê Popular de Lutas promovem, no dia 18 de setembro, o primeiro encontro do Fórum de Debates A Metrópole do Rio de Janeiro: conflitos e desafios contemporâneos, com o tema “As contra-reformas e a crise econômica e política do Rio de Janeiro: os impactos sociais da tragédia anunciada”. O evento pretende discutir as raízes da crise econômica e política do Rio, e contará com a participação de João Roberto Lopes Pinto (Instituto Mais Democracia), Lia Rocha (UERJ), Nelson Rojas (Observatório das Metrópoles) e Sandra Quintela (Instituto PACS).

O INCT Observatório das Metrópoles deu início ao seu novo programa de pesquisa para o período (2017-2020), intitulado “As Metrópoles e o Direito à Cidade na inflexão da ordem urbana brasileira” – um extenso projeto que norteará a continuidade da rede de pesquisa no âmbito do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT/MCT&I/CNPq).

Dentre as ações do novo programa, merece destaque o monitoramento local das políticas urbanas e sua avaliação no corpo dos processos de financeirização e mercantilização das cidades brasileiras. Por esse motivo, a Coordenação Nacional do Observatório, sediada na UFRJ, mobilizou parceiros para a realização do Fórum Permanente sobre a Metrópole do Rio de Janeiro. A proposta é realizar encontros para aprofundar as análises de conjuntura e apontar as causas da crise fiscal e política do estado do Rio de Janeiro, como também as possíveis soluções para o estado, a metrópole e o capital fluminense

Desse modo, o Fórum de Debates "A Metrópole do Rio de Janeiro: conflitos e desafios contemporâneos" tem início no dia 18 de setembro de 2017 com foco na análise sobre as raízes da crise econômica e política do Rio.

O fórum conta com o apoio e colaboração de parceiros como A Casa Fluminense, IBASE, Central de Movimentos Populares (CMP) e FASE.

 

unnamed

 

As eleições de 2016 foram marcadas pela vitória das forças conservadoras na grande maioria das cidades do estado do Rio de Janeiro, reforçando os riscos de aprofundamento das graves desigualdades sociais que já marcam a metrópole fluminense e de expansão da neoliberalização das políticas públicas. Diante desse contexto conservador com provável intensificação dos conflitos urbanos foi lançado o Comitê Popular de Lutas — uma articulação que reúne organizações populares, sindicais, organizações não governamentais, pesquisadores, estudantes e outros atores sociais comprometidos com a luta pela justiça social e ambiental, e pelo direito à cidade. O objetivo do Comitê é articular as diversas lutas sociais em torno de um novo projeto includente, socialmente justo e democrático no estado do Rio de Janeiro.

O Comitê Popular de Lutas é um desdobramento da experiência do Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas do Rio de Janeiro — sendo também inspirado em outras experiências de articulação das lutas sociais como a Articulação Nacional dos Comitês Populares, o Fórum Social Mundial, o Fórum Social Urbano, a Plenária dos Movimentos Sociais, ente outros.

 

SERVIÇO

Data: 18/09/2017

Horário: 18h 30

Local: IFCS/UFRJ — Salão Nobre

UFRJ IPPUR - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ