Pesquisar

pt br  en us

 

capes horizontal   

Cnpq

        

periodicos2

 

logo faperj cor

 

ciencia sbpc

 

Todos os dias professores, estudantes e pesquisadores de todo o País têm mandado vídeos para a campanha “Ciência, pra que ciência?” para mostrar por que suas pesquisas, possibilitadas com financiamento público das agências de fomento nacionais, são importantes para o desenvolvimento e bem estar de toda a população.

 

Lançada pela SBPC com o objetivo de chamar a atenção para o desmantelamento do sistema nacional de C&T brasileiro, a campanha já reúne cerca de 120 depoimentos.

 

Entre os participantes está Thatyanne Gradowski, doutoranda pela PUC-PR e bolsista da Capes, que em seu depoimento ressalta a necessidade da manutenção das bolsas para os estudantes e para a própria ciência. “Sem o financiamento, a pesquisa não vai funcionar.

 

Não temos no Brasil uma autossuficiência para depender exclusivamente da iniciativa privada. Sem as agências de fomento nos financiando, perdemos nossa capacidade de concorrência, de busca por inovação e desenvolvimento. Nós precisamos tratar a ciência como a nossa prioridade”, declara.

 

Gradowski estuda um dos piores tumores sólidos pediátricos, o neuroblastoma, que apresenta uma taxa de mortalidade extremamente alta. Utilizando a biologia de sistemas, ela busca montar redes que podem ser capazes de demonstrar se pacientes de alto risco se beneficiariam do uso de anti-inflamatórios em seus tratamentos.

 

Veja o depoimento de Thatyanne no Canal do Youtube da SBPC.

 

 

 

Participe das ações da SBPC em defesa a ciência brasileira

 

A SBPC convida todos os estudantes e pesquisadores, desde a iniciação científica até a pós-graduação, bolsistas e ex-bolsistas, profissionais de todas as áreas e todos os amigos da ciência a participar da campanha e compartilhar suas histórias. Basta gravar um breve vídeo, com duração de 30 segundos a um minuto, acessar este link, preencher um breve formulário e seguir as instruções para carregá-lo. O depoimento pode ser gravado em celular mesmo, em alta definição, com o aparelho na horizontal.

 

Todos os vídeos da campanha estão disponíveis em uma playlist na TV SBPC, no YouTube, e nas redes sociais da SBPC (Facebook, Twitter e Instagram: @SBPCnet).

UFRJ IPPUR - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ